janelas

mais Antony...

Para mim, já tinha sido um previlégio tê-lo visto e ouvido cantar na Aula Magna, em 2005. Foi de um arrebatamento quase transcendente.

Ontem, então, nem tenho palavras.
Foi tão bom, que aquelas duas horas souberam mesmo a pouco.
E parece que nos sentimos todos
assim

Sem comentários: