janelas

da utilidade de um transferidor


3 comentários:

ruimnm disse...

Fantástico! As cores, as formas, as texturas, a luz... uma grande imagem.

José Ricardo Costa disse...

Já agora, este "transferidor" é real? Tu olhaste para ali e viste o que mais ninguém viu. Será que o critério de realidade depende dos olhos das pessoas? Uma sinfonia num planeta de surdos, deixaria de ser uma sinfonia? E se um deles, de repente, passasse a ouvir e contasse aos outros que estava a ouvir sons, sem que os outros conhecessem sequer o conceito de som? Enfim.

Bela fotografia!

JR

marteodora disse...

Percebo o que dizes, claro.
Mas vou-te contar uma coisa gira. Temos uma tela cá em casa, com uma pintura abstracta. Outro dia estava a falar com o pequenito de 5 anos e apontei "- olha alí ao pé do quadro dos quadrados. E ele "-não é o dos quadrados mãe, é o da velha". Ele vê uma velha onde mais ninguém vê. Mas, se nos puséssemos a olhar com atenção, poderíamos ver, realmente, uma velha no dito quadro!