janelas

Almoço pré-natal.


Sony A 700; 1/13s; 4,0f; ISO 800; Zoom Sigma DC a 45 mm


Coza a couve penca, também conhecida por couve portuguesa ou tronchuda, acompanhada de batatas, novas, cortadas grosseiramente com a sua pele. À parte grelhe o bacalhau, posta alta, generosa. Não deixe grelhar muito, é importante que a posta possa lascar com a simples pressão das costas do garfo e que as lascas, na sua parte mais fina, fiquem muito brancas quase transparentes…
À parte tenha o feijão manteiga, cozido, a broa de milho esfarelada entre os dedos e o alho picado, muito, mas mesmo muito finamente picado. Prepare o azeite, suave e de baixa acidez, de preferência um que na sua composição tenha azeitona verdeal, o que lhe confere um toque levemente picante.
Pegue numa frigideira larga, eu usei a paelheira, coloque o azeite – seja generoso – e o alho picado, use um lume rápido. Logo que o azeite comece a “cantar” junte as couves, entretanto ripadas, envolva. Depois junte o feijão manteiga e a broa, seja rápido, a broa quer-se estaladiça, não ensopada em azeite. A finalizar as batatas.
Depois é só criar um pequeno rego, no meio da paelheira, colocar nele o bacalhau e envolver este no azeite, nos alhos e nos sucos resultantes dos restantes alimentos presentes. Sirva de imediato, ainda bem quente. Por aqui o repasto foi acompanhado por um bom vinho tinto, um alentejano, encorpado, com notas de carvalho e um final persistente na degustação.

Bom Natal, e um excelente ano novo, são os votos “danossajanela”!

Sem comentários: